Máquinas de Cartão – as 5 melhores que não usam celular

Atualmente, as máquinas de cartão são essenciais para quem vende no Brasil Agora, surgiram no mercado as máquinas de cartão sem celular, isto é, elas possuem chips próprios ao passo que você não precisa conhecer o seu smartphone ou tablete para fazer a transação.

É importante notar que essas máquinas de cartão podem atender todo mundo quando o assunto é cartão de crédito ou de débito, sendo que você pode ter uma loja física ou uma loja online – e tudo sem a cobrança de taxas fixas.

Máquinas de Cartão – as 5 melhores que não usam celular

A Moderninha Pro, a Moderninha Plus e a Minizinha são as mais conhecidas, mas também existem outras máquinas de cartão que tem essa funcionalidade e praticidades: de não precisar do acesso aos celulares.

1 – Moderninha Pro

A Moderninha Pro é o modelo de máquinas de cartão mais completa da atualidade porque é útil para recebimentos impressos, cartões pré-pagos, wi-fi, cadastro e o melhor é que não tem taxa extra na cobrança mensal.

Quanto às taxas, a Moderninha Pro também é diferenciada já que não há mensalidade e nem mesmo taxas fixas, sendo que as taxas variam conforme o tipo de cartão e o prazo do pagamento que ela receber.

Para compras no débito a taxa é de 2,39%, para cartões com chip é de 3,19% e para tarja preta é de 3,59%. Já para o crédito à vista, a taxa é de 3,79% no chip ou 4,19% na tarja e ainda há mais 2,99% ao mês para parcelamento.

Para comprar uma das máquinas de cartão como essa é preciso investir R$ 718. Com tantos benefícios impressos nessas máquinas de cartão da Moderninha Pro, a única dificuldade é que os pagamentos são feitos na conta PagSeguro e depois é preciso transferir para o banco.

2 – Moderninha Plus

Entre as vantagens, a única diferença para a Moderninha Pro é que a Moderninha Plus não tem o recibo impresso. Por isso, essa é uma das máquinas de cartão mais simples e que pode ser comprada por R$ 238.

As taxas que são cobradas na Moderninha Plus são as mesmas cobradas na Moderninha Pro, sendo que a Plus é considerada mais leve e menor, sendo que funciona com um chip próprio (GPRS) ou também no wi-fi.

Outro diferencial de uma dessas máquinas de cartão é o fato de ter até 10 horas de duração, sendo totalmente aconselhável para quem trabalha na rua, como os vendedores ambulantes ou de porta-a-porta.

3 – Minizinha Chip

Em termos de benefícios, essa é uma das máquinas de cartão idêntica à Moderninha Plus, sendo que tem todas as funcionalidades exceto o recibo impresso. Sendo assim, também é indicada para quem quer um pacote de dados próprio via GPRS ou wi-fi.

Conforme as suas características, ainda que seja compatível com a Moderninha Plus, a Minizinha Chip é indicada para quem lida com pouco volume de vendas, sendo que as taxas cobradas são bem diferentes da Moderninha. O valor é de R$ 238.

Como as outras máquinas de cartão do PagSeguro, a Minizinha tem taxas conforme o período de recebimento do saldo, que varia de 1 a 45 dias. O plano mais comum é de 2,39% como a taxa de débito para saldo em 1 dia ou pode ir até 4,19% para a tarja no crédito.

4 – SumUp Super

O diferencial da SumUp para as máquinas de cartão citadas aqui é que ela faz com que você receba o saldo do pagamento na sua conta bancária. Por outro lado, não aceita todos os cartões igual suas concorrentes.

Também não cobra taxa sobre vendas e custa R$ 226, com 10 anos de garantia. Quanto as bandeiras, aceita Visa, Mastercard, Maestro, Elo e Hiper – sem aceitar algum tipo de cartão refeição.

As taxas também são variáveis, sendo que no plano econômico, a taxa de débito é de 2,3% e o saldo é em 2 dias úteis. A de crédito à vista é de 3,1% com saldo em 30 dias e no parcelamento a taxa sobre para 3,9% a cada 30 dias.

Como a Moderninha e Minizinha, ela também funciona via wi-fi ou GPRS, além de enviar o recibo ao cliente via SMS, já que é uma das máquinas de cartão que não imprimi o comprovante.

5 – Mercado Pago Point I

De todas citadas é a única que não tem acesso wi-fi e a que cobra taxa extra, além disso, o dinheiro não cai direto na conta do banco e ela não imprimi recibo. Essa é uma das máquinas de cartão que não cobra mensalidade.

Só que quem não a usa por 30 dias paga taxa de R$ 3 por cada saque feito. Os custos são parecidos com as concorrentes, sendo: 2,29% para débito e 3,03% para o crédito com 30 dias. O valor dela é de R$ 478, sendo que só funciona com GPRS.

A melhor das máquinas de cartão

Agora que você chegou ao final do conteúdo já deve saber qual é a melhor das máquinas de cartões sem celular que existem no mercado. Afinal, a melhor vai ser justamente aquela que atende ao seu comércio, ao seu perfil, as suas vendas.

O importante é considerar as características de cada uma dessas máquinas de cartão, sendo que as variantes acontecem desde o preço de compra até as taxas que são cobradas em cada compra, ao passo que elas não cobram mensalidades.

A Moderninha Pro, por exemplo, é a mais cara inicialmente porque custa R$ 718, só que ela é a que tem mais benefícios também, sendo a mais completa de todas as opções. E elas também aceitam diferentes tipos de cartões, por isso, a pesquisa é fundamental.

Da redação